Comitês

Comitê de Auditoria

 

A AGO/ AGE de 30.04.2008 criou o Comitê de Auditoria do Banco Pan S.A. como Órgão Estatutário sendo que o Conselho de Administração, na RCA de 11.08.2008, elegeu seus membros, instalou o Comitê e aprovou o seu Regimento Interno. Os membros só tomaram posse em 09.10.2008, data em que iniciou suas atividades, após a homologação de seus nomes pelo Banco Central do Brasil.

O Comitê de Auditoria é composto por três membros efetivos, todos independentes, sendo um Conselheiro Independente e mais dois externos, eleitos para um mandato de dois anos, prorrogáveis por igual período, até o limite de cinco anos.

De acordo com a regulamentação vigente, os estatutos de Banco Pan e o seu próprio Regimento Interno, o Comitê tem por missão assessorar o Conselho de Administração na supervisão da qualidade e integridade dos relatórios financeiros, no cumprimento dos requerimentos legais e regulamentares, na qualificação e independência dos auditores independentes, na performance das auditorias independente e interna, bem como da qualidade, adequação e efetividade do sistema de controles internos, baseando-se nas informações recebidas dos diversos órgãos internos e da auditoria independente.

Nome Cargo Data da Eleição Término do Mandato
Marcos Cintra Presidente do Comitê 10.12.2018 Até a posse do substituto
Marcos Antônio Macedo Cintra. Formado em economia no DEPE/Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, com mestrado em economia pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp e doutorado em economia no Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, Participou do Programa Multidisciplinar de Formação de Quadros do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – Cebrap, realizou curso de Gerência Social para Diretores do Instituto Interamericano para o Desenvolvimento Social do Banco Interamericano de Desenvolvimento de Washington, D.C. de 17 de março a 11 de abril de 2003. No Instituto de Economia da Unicamp, em Campinas, entre junho de 2004 e junho de 2009, exerceu as atividades de Professor de Economia Internacional. Professor convidado do Centre d’Economie de l’université de Paris Nord – França, durante o mês de fevereiro de 2009, Editorialista de economia do jornal Folha de S.Paulo, entre 28 de fevereiro de 2002 e 26 de junho de 2009. Membro do Conselho Editorial da Revista Novos Estudos, Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), São Paulo, a partir de dezembro de 2004 e da Revista Economia e Sociedade, do Instituto de Economia da Unicamp, Campinas, a partir de novembro de 2005. Técnico em Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), desde 17 de junho de 2009. Coordenador-Geral de Pesquisas em Relações Econômicas e Políticas Internacionais na Diretoria de Estudos em Relações Econômicas e Políticas Internacionais do Ipea, entre agosto de 2009 e maio de 2012. Não informou à Companhia qualquer condenação criminal, em processo administrativo da CVM ou qualquer outra condenação judicial ou administrativa que o tenha suspendido ou inabilitado para a prática de atividades profissionais e/ou comerciais.
Pedro Paulo Longuini Membro Efetivo 27.04.2018 RCA após AGO de 2023
Pedro Paulo Longuini. Bacharel em Engenharia Mecânica Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), possui aproximadamente 30 anos de experiência no mercado financeiro, tendo, porém, iniciado sua carreira na Schlumberger, uma das maiores empresas prestadoras de serviços de petróleo no mundo, como engenheiro de campo. Trabalhou no Citibank Brasil, onde começou como gerente de produtos do Mercado de Capitais em 1985 e chegou a ocupar, a função de Business controler do Corporate Banking. Atuou também como Diretor Financeiro do Fundo de Pensões desta mesma instituição. Atuou no ABN AMRO Real, onde assumiu diversas posições, entre as quais (por ordem temporal) a de Vice-Diretor de Controle Financeiro, Diretor Executivo na unidade de operações e controle financeiro, Diretor Financeiro para o Fundo de Pensões do Banco Real, Diretor Executivo na unidade de controle financeiro e administração, Vice-Presidente Executivo de Finanças e membro do Comitê Executivo, tendo ocupado ainda o cargo de Chief Financial Officer de 1998 a 2008. Após a incorporação do Banco Real pelo Banco Santander assumiu o cargo de Vice Presidente Executivo de Corporate Affairs no Banco Santander Brasil tendo sob sua responsabilidade as áreas de Compliance e Jurídico. Permaneceu no Santander Brasil ocupando a Vice Presidência Executiva de Meios e de Qualidade & Eficiência. De 2013 a 2015 atuou como Diretor Global da Unidade de Produtividade e Eficiência, em Madri. Declara que não há nenhuma condenação judicial e administrativa envolvendo o administrador. Também não informou à Companhia qualquer condenação criminal, em processo administrativo da CVM ou qualquer outra condenação judicial ou administrativa que o tenha suspendido ou inabilitado para a prática de atividades profissionais e/ou comerciais.
Rogerio Rodrigues Bimbi Membro Efetivo 09.10.2017 RCA após AGO de 2022
Rogerio Rodrigues Bimbi. Iniciou sua carreira no mercado financeiro em 1998, como Coordenador de Informações de Risco da Losango Promotora de Vendas, onde assumiu posteriormente o cargo de Diretor de Crédito. Atuou também como sócio da Polo Capital Gestão de Recursos Ltda de 2010 a 2016. Em janeiro de 2016 tornou-se sócio da Legion Holding Participações onde permanece até o presente momento. Desde 2016, atua como SócioFundador e CEO da ERG Risk Analysis S.A. , plataforma digital voltada à concessão e gestão de crédito para pequenas e médias empresas, tendo atuado no desenvolvimento de plataforma proprietária com lançamento do primeiro produto de antecipação de recebíveis, em março de 2017. Declara que não há nenhuma condenação judicial e administrativa envolvendo o administrador. Também não informou à Companhia qualquer condenação criminal, em processo administrativo da CVM ou qualquer outra condenação judicial ou administrativa que o tenha suspendido ou inabilitado para a prática de atividades profissionais e/ou comerciais. 

– Regimento Interno do Comitê de Auditoria

Comitês Estatutários e Não – Estatutários